Header Ads

Anuncie aqui, Aqui todo mundo ver!

Trabalhadores dos Correios não suspendem prestação de serviços, mas mantêm estado de greve

Negociação com trabalhadores continua sem paralisação ao menos até 31 de agosto
Após audiência realizada pelo ministro Renato de Lacerda Paiva, vice-presidente do Tribunal Superior do Trabalho, nesta quarta-feira, 31, Correios e representações sindicais mantêm as negociações para assinatura do acordo coletivo da categoria, que continuam sendo mediadas pelo TST. Com isso, os Correios optaram por não parar as atividades, mas manter o estado de greve.
No encontro, ficou decidido que o Acordo Coletivo 2018/2019 continuará vigente até 31/8/2019 (a vigência era 31/7/2019). Assim, a categoria conseguiu pacificar a questão da data-base e assegurar o plano de saúde para mães e pais de empregados da empresa.
A Federação Nacional dos Trabalhadores em Empresas de Correios e Telégrafos e Similares (Fentect) orientou que os trabalhadores dos Correios aceitassem o prazo de 30 dias solicitado pelo ministro do TST para tentar construir uma nova proposta de acordo para a categoria, mas mantivessem o estado de greve, sem paralisação ao menos até 31 de agosto.
Em nota, os Correios informaram que todos os serviços estão sendo prestados normalmente em todo o Brasil e orientam os clientes a, em caso de dúvida, buscarem informações nos canais oficiais da empresa, pela internet ou ligando para a Central de Atendimento no 0800 725 0100. A central atende de segunda a sexta-feira das 8h às 20h e aos sábados das 8h às 14h.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.